quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Verso e Prosa

Juliana em verso:

Sempre quis ser jornalista.
Nada desse negócio de ser atriz, modelo ou paquita...
Gostava mesmo era de escrever
Deixava pra depois a brincadeira de esconder.

Os heróis das minhas amigas?
Xuxa, She-ra, Bruce Wane...
Os meus? Adivinha!
Clark Kent e Lois Lane!

Depois na adolescência,
com suas mudanças e incertezas,
Mudou meu corpo e coração
Mas não a minha vocação.

E alguns anos mais tarde,
quando todos só querem se graduar,
Encontrar sua missão,
Percebi que queria mais
Queria o dom da comunicação.

******
Juliana em prosa:

Eu sempre disse que ia ser jornalista. Desde que me entendo por gente. Meus pais perguntavam o que eu seria qdo crescesse e eu dizia: jornalista e mãe.

Bem, a ideia de ser mãe está um pouco afastada, mas virar jornalista foi um curso normal de minha vida.

Embora não tenha saudades do período universitário, tenho certeza de que fiz a faculdade certa.

Engraçado como, na vida, escolhemos caminhos que nos levam para onde jamais pensamos chegar.

Entrei na faculdade com a ideia fixa de ser "a nova Glória Maria". Cheguei a estagiar no estúdio de TV da UniverCidade e depois na produtora Publytape. Foram duas experiências completamente diferentes e fundamentais para que eu chegasse a assessora de imprensa.

Comecei nesse ramo sendo estagiária do setor de comunicação do INPI, onde fui contratada logo depois de me formar. AMEI de todo o meu coração trabalhar naquele lugar. Os amigos que fiz lá sei que os levarei para a vida toda.

Depois do INPI, entrei na Trevo, ou Trevinho, como chama a Eilien. Vou fazer um ano já e posso dizer... ô lugar bom de trabalhar.

Não me lembro de ter reparado no rádio ligado, mas me lembro de ir imediatamente com a cara do Márcio e da Sylvia. Talvez por isso a entrevista tenha corrido tão bem.

Ainda estou aprendendo os truques para ser uma boa assessora de imprensa. Ainda me choco com alguns foras e fico nervosa quando um jornalista liga pedindo 1001 informações.

Mas vou tentando unir meu lado em verso com meu lado em prosa... quem sabe não dá certo e eu acabo inventando uma nova maneira de fazer assessoria?


Beijos, Ju

2 comentários:

Aline Kelmer disse...

Se pensar em engravidar algum dia, já vou falando. Se for cesariana, não esqueça de usar o Kelo-Cote Spray. É revolucionário.

juborel disse...

hahahahahahahahah Pode deixar! Quero Kelo!!!!